2018-07-12 | Corporate

Ajuda prática para muitas amostras

Boas histórias assim, contadas por nossos pais quando éramos crianças, frequentemente começam com “era uma vez”. Como essa. Era uma vez um reômetro, um equipamento de medição para a determinação da deformação e do comportamento do fluxo de materiais. Não apenas um, mas quatro, todos equipamentos de última geração da Anton Paar, com soluções inteligentes orientadas para o detalhe. Tais equipamentos, chamados MCR 102, MCR 302, MCR 502 e MCR 702, atendem todos os requisitos de reometria desejados pelo espírito analítico. Existe apenas uma coisa que eles não podem fazer: medir automaticamente muitas amostras.

Era precisamente este o requisito de uma grande empresa fabricante de automóveis europeia e, assim, o sistema “HTR” foi criado, explica Alexander Schmied, gerente de projetos do sistema HTR da Anton Paar. “HTR” significa “high throughput rheology” (reologia de alta capacidade), e combina os reômetros da Anton Paar com um sistema de troca de amostras automática. O sistema é o sucessor do ASC32 e vem montado na versão “HTR compact” (com o MCR 102 e o MCR 302), bem como o tipo “HTR” (com o MCR 502 e o MCR 702).

Outra empresa fabricante europeia de automóveis recentemente encomendou três HTR compact. Esses equipamentos podem armazenar até 36 amostras. Existem dois tipos de béquer de medição disponíveis para quantidades maiores ou menores de amostra. Na primeira etapa, um braço agarrador operado por ar comprimido pega um copo de medição que contém uma amostra e o coloca, caso desejado, em uma câmara sob temperaturas de -10 a 80 °C. É possível acomodar até três câmaras assim no HTR compact. Se a temperatura estiver correta, a amostra é automaticamente transferida para o reômetro MCR e medida. Dependendo dos requisitos, uma medição pode levar de um minuto a várias horas. Após cada análise, o instrumento limpa automaticamente o agitador de medição e restaura o copo de medição.

“O sistema mede até 36 amostras de forma independente. Isso normalmente acontece à noite”, explica o gerente de projetos Alexander Schmied. O primeiro equipamento de medição assim foi implementado em uma empresa automotiva em 2016, onde a qualidade das pinturas dos carros entregues é testada automaticamente. O mesmo acontece em outra empresa automotiva europeia, que acaba de encomendar três unidades. Outra unidade é usada por uma empresa fabricante de cosméticos na Europa Central, para analisar pastas de dente e xampus.

O prazo para a entrega das soluções HTR é de cerca de seis meses, sendo que o modelo HTR 302 compact é o mais frequentemente encomendado. A montagem no departamento de Automação e Robótica na sede da Anton Paar em Graz leva cerca de um mês e meio e, a seguir, são realizados testes com as amostras do cliente. Apenas após a aceitação do cliente, o sistema HTR é finalmente enviado em um caixote de madeira. O reômetro é fornecido separadamente, instalado no local e colocado em operação pelos especialistas de serviço da Anton Paar.

Muitas histórias antigas terminam com a frase “e se eles não morreram, então ainda vivem hoje”. Na verdade, muitos dos equipamentos da Anton Paar que se encontram em uso e que alcançaram uma idade impressionante ainda funcionam como no primeiro dia, em uma manifestação de precisão e qualidade. O futuro do sistema HTR é exatamente este.