• Baterias de íons de lítio

    Garanta o desempenho ideal da bateria com materiais de bateria bem caracterizados e de alta qualidade.

  • A pesquisa, desenvolvimento e utilização de baterias de íons de lítio é um dos segmentos industriais que mais cresce no mundo. Numerosos produtos, incluindo marcapassos, drones, carros e agora até aviões, dependem de baterias para alimentação. Garantir que as baterias sejam seguras, potentes e confiáveis é mais crítico do que nunca.

    Entretanto, a segurança, o desempenho e a vida útil de uma bateria só serão tão bons quanto os materiais que a compõem. Especificamente, os eletrodos, o separador e o eletrólito precisam ser totalmente caracterizados e monitorados desde o momento em que entram nas instalações de produção até que sejam incorporados ao produto final.

    Os parâmetros que devem ser medidos incluem: área de superfície do eletrodo, estrutura do cristal, tamanho da partícula e do cristalito, tamanho do poro, fluxo da pasta do eletrodo e propriedades de cura, tamanho do poro do separador e propriedades da estrutura, viscosidade do eletrólito, densidade e ponto de fulgor.

  • O e-book da Anton Paar, de leitura obrigatória: "Field Guide to Battery Materials Characterization”

    Excelentes materiais de bateria alimentam baterias de alto desempenho. Este e-book, contendo dados reais de medição, detalha como caracterizar os materiais essenciais das baterias de íons de lítio através de eletrodos, polpas abrasivas, separadores e eletrólitos - de modo que suas baterias superem a concorrência.

    Leia aqui

  • Material do eletrodo sólido

    Os eletrodos (cátodos e ânodos) das baterias de íons de lítio desempenham um papel fundamental na transferência de íons e, portanto, são cruciais para a transferência eficiente de energia. Estes eletrodos consistem em materiais particulados compactados. Tanto a composição química quanto as características físicas destes materiais influenciarão criticamente o desempenho, o ciclo de vida e a segurança da bateria, o que, por sua vez, orientará a otimização do projeto da bateria para seu uso pretendido.

    As propriedades físicas do material do eletrodo, como a área de superfície, tamanho da partícula, tamanho e forma do cristalito e tamanho do poro, têm um efeito direto na troca de carga dentro de uma única célula. Outros atributos físicos, como estrutura cristalina, densidades sólidas e esqueléticas e potencial zeta das partículas do material do eletrodo, desempenham um papel fundamental na condutividade interna da bateria. E a durabilidade da bateria será correlacionada não apenas à qualidade do revestimento do eletrodo, mas à sua aderência ao próprio eletrodo. Isto pode ser avaliado com exatidão através de testes de arranhões quantificáveis.

    Outro passo fundamental no desenvolvimento de materiais de eletrodos é testar a contaminação por metais pesados. A digestão ácida é a etapa inicial do preparo da amostra para a análise de metais pesados.

    Com métodos como XRD ou SAXS, também é possível caracterizar as propriedades dos materiais de eletrodos em operação em conjuntos completos de baterias, a fim de monitorar as mudanças durante o processo de carga e descarga.

    Polpas abrasivas de eletrodos

    O projeto e desenvolvimento adequado dos processos de mistura e revestimento do ânodo e da polpa catódica é uma parte essencial do desempenho da bateria. O conhecimento de parâmetros como densidade, viscosidade, viscoelasticidade e comportamento tixotrópico da polpa fornece informações para determinar e controlar a composição e consistência. Durante a mistura, a agitação desnecessária pode assim ser evitada determinando o tempo, a velocidade e a temperatura necessários para alcançar a homogeneidade. Quando se trata de escolher uma bomba apropriada ou ajustar a formulação para uma melhor capacidade de bombeamento, as viscosidades dependentes da taxa de cisalhamento e o ponto de rendimento têm que ser investigados. O bom nivelamento da superfície durante o processo de revestimento pode ser monitorado medindo a recuperação estrutural.

    A lama que está sendo armazenada não deve sedimentar e deve manter sua homogeneidade, que é adquirida por meio de testes de viscoelasticidade e medições de potencial zeta. Além disso, a área da superfície das partículas de polpa está diretamente relacionada à sua formulação e comportamento, e conhecer este parâmetro ajuda a reduzir os custos de material e garantir uma qualidade consistente.

    Separadores e coletores de corrente

    O separador em uma bateria de íons de lítio é uma fina membrana porosa que desempenha um papel fundamental na função da bateria, impedindo um curto-circuito entre o ânodo e o cátodo e, ao mesmo tempo, permitindo o fluxo de íons entre eles. Os separadores precisam ser mecanicamente robustos, estáveis sob condições de bateria ativa e inertes a outros materiais celulares - mas ainda assim ser porosos o suficiente para permitir o transporte de íons. 

    O tamanho do poro de passagem do separador é um parâmetro-chave para garantir o ótimo desempenho da bateria. Os poros devem ser suficientemente pequenos para evitar a formação de dendritos através do separador e causar um curto-circuito, mas suficientemente grandes para facilitar o fluxo de íons entre o cátodo e o ânodo. Além disso, poros maiores ou furos de pinos devem ser peneirados e evitados porque podem levar a curto-circuitos. 

    Outro parâmetro fundamental para os separadores é sua resistência mecânica e suas propriedades estruturais. Especificamente, medir quanta pré-tensão do separador é fundamental para evitar rupturas ou rasgos durante a montagem, assim como a flacidez após a montagem. 

    Eletrólitos

    O eletrólito em baterias de íons de lítio desempenha um papel fundamental na função da bateria, permitindo a transferência de carga entre o ânodo e o cátodo. O eletrólito também estabiliza as superfícies do cátodo e do ânodo e prolonga a vida útil da bateria. A caracterização completa das propriedades físicas do eletrólito, especificamente a densidade e a viscosidade, são cruciais para garantir a condutividade, umedecimento e enchimento adequados. 

    A viscosidade de uma solução eletrolítica desempenha um papel crítico na saída de energia da bateria, bem como na otimização do processo de enchimento na bateria. A qualidade do solvente eletrolítico, bem como a dissolução e concentração de sal, também são fatores-chave no desempenho da bateria. As medições de densidade e índice de refração de uma solução eletrolítica são um método rápido e exato de controle de qualidade para garantir a qualidade adequada do solvente, bem como a dissolução e concentração de sal. 

    Outro aspecto crítico dos eletrólitos de íons de lítio é seu ponto de fulgor; a medição exata deste parâmetro é fundamental para garantir a segurança térmica das baterias.


  • Fabricação e manutenção de baterias de chumbo ácido

    Para produzir, fazer manutenção ou consertar baterias de chumbo ácido, você precisa saber a concentração de ácido sulfúrico na bateria e também o nível de carga.

    Produção e pesquisa de célula de combustível de hidrogênio

    Para alcançar o melhor desempenho de célula de combustível, é necessário entender as propriedades físico-químicas dos seus componentes ativos e projetá-las para maior aproveitamento. A Anton Paar possui a tecnologia necessária para otimizar cada componente.