| Corporate

Medição de bebidas com uma pedra preciosa

Um novo sensor de processo está no mercado desde o início de setembro: o Cobrix 2600 é o modelo básico para a mercado simultânea de dióxido de carbono (CO2) e teor de açúcar em bebidas não alcoólicas. O sensor é integrado diretamente no processo de produção através de uma conexão padronizada e é uma ótima opção para produtores de bebidas não alcoólicas carbonadas que ainda não usaram medição de processo. O sensor está disponível com e sem tela; neste último caso, é necessária uma unidade de avaliação.

O Cobrix 2600 é uma versão avançada do Carbo 520 Optical. "Nosso sensor Cobrix 2600 é o primeiro no mercado a oferecer medição simultânea de CO2 e açúcar", explica Jörg Christian Seit, gerente de produto para sensores de processos de carbono e oxigênio. O recurso especial desse tipo de sensor é seu sistema inteligente de medição, baseado em "reflexão total atenuada" (ATR). O coração do sistema de medição é uma pedra preciosa, um cristal de safira do tamanho de um polegar. O acabamento é feito de modo preciso de maneira que um feixe infravermelho é refletido três vezes dentro do cristal antes de chegar ao detector. Se houver CO2 fora da safira, o raio infravermelho (IV) é atenuado. A atenuação é medida de forma precisa no comprimento de onda na qual o dióxido de carbono absorve a luz infravermelha. Dessa forma, o teor de CO2 pode ser determinado através da redução do sinal IV. Além disso, há um segundo canal de medição, igualmente funcional, no cristal para analisar o teor de açúcar.

De acordo com o gerente de produtos, a produção das unidades de sensor é sofisticada e demorada. Por exemplo: a safira é instalada na caixa de aço inoxidável polida com uma solda de ouro em uma sala limpa. O resultado é um produto livre de manutenção que entrega resultados de medição precisos a cada quatro segundos do processo de produção. No entanto, o sensor não é adequado para bebidas alcoólicas e sem açúcar.